Aplicativos para viagens de incentivo, eventos e congressos

O uso dos dispositivos móveis como smartphones e tablets deixou de ser uma projeção futura para se tornar uma realidade incorporada ao dia a dia das pessoas.

Segundo estimativas da consultoria de mercado IDC, somente durante o ano de 2016, 35,6 milhões de smartphones foram vendidos no Brasil – 68 aparelhos a cada minuto.

Considerando a adesão acelerada ao mobile, os organizadores de eventos devem pensar novas formas de interagir, ofertar conteúdo e melhorar a experiência de seus participantes.

Aplicativo Start-It Tecnologia

Um dos grandes problemas era o conciliar o budget a vontade do cliente ter um aplicativo exclusivo para o seu evento, recebendo notificações de PUSH, localização do evento, fotos e videos.

Pesando nisso a Start-It Tecnologia desenvolveu um aplicativos, com as informações mais pedidas pelos produtores de eventos, totalmente personalizado.

Você terá um icone com a cara do seu evento, cores do seu evento, imagens do seu evento, informações mais relevantes e a abertura dinâmica integrada para visualizar aéreo, informações de transfer e hotel.

Tudo isso foi possível graças a larga experiencia da empresa no mercado de eventos desenvolvendo hotsites em larga escala para as mais premiadas agências de eventos.

Um dos grande desafios era desenvolver um aplicativo com o menor custo possível e que garantisse qualidade.

Quer saber mais sobre este aplicativo integrado ao hotsite?

Entre em contato: 11 2626-3906 São Paulo ou 21 3005-9238 Rio de Janeiro

Clique aqui e baixe uma versão para Android de demostração.

Clique aqui e baixe uma versão para iOS (Apple) de demostração.

Se preferir, CLIQUE AQUI  e navegue em nosso simulador de celular.

APP Start-It Tecnologia

 

 

 

Táxis em São Paulo terão de aceitar cartão a partir desta terça

A partir desta terça-feira (5), todos os táxis da capital paulista terão de contar com máquinas de cartão de crédito e débito como opção para pagamento das corridas.

Quem for flagrado em uma fiscalização sem o equipamento poderá ser multado em R$ 32,40 e receber cinco pontos em seu prontuário na prefeitura. Em caso de reincidência, o valor e a pontuação dobram.

Os passageiros que usarem táxis que não aceitem cartões poderão reclamar por e-mail (dtpsac@prefeitura.sp.gov.br) ou telefone (2692-3302). A fiscalização será feita pelos mesmos agentes da prefeitura que atualmente fiscalizam os táxis. É necessário informar a placa do veículo e o horário da corrida.

O início da obrigatoriedade do uso das máquinas havia sido adiado duas vezes pela prefeitura, a pedido dos taxistas. O decreto, de novembro, definiu ainda que os táxis devem ter carregadores para eletrônicos.

O presidente do Sinditaxi (Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo), Natalício Bezerra Silva, disse neste domingo (3) que pediu ao DTP (Departamento de Transportes Públicos) nova prorrogação da medida, mas a resposta foi negativa. “Pedi [a prorrogação], mas já me disseram que não vão prorrogar. Então, os taxistas devem ter a maquininha”, afirmou.

A Secretaria Municipal de Transportes, da gestão do prefeito Fernando Haddad (PT), informou também que o prazo de fiscalização dos taxistas não foi prorrogado.



DECRETO

Segundo o decreto publicado em novembro de 2015, as máquinas são acessíveis para os taxistas e existe a necessidade de “aprimorar a prestação de serviço”, tornando mais seguro e fácil pagar por uma corrida de táxi.

O decreto também definiu que os táxis deveriam contar com carregadores para aparelhos eletrônicos, como computadores portáteis, tablets e celulares.

As regras de conduta dos taxistas da capital estão valendo desde o início do ano. Pelas regras, os motoristas de praça precisam trabalhar com roupa social ou esporte chique (calça jeans, sapatênis ou sapato social e camisa social), manter barba e cabelos arrumados e camisa abotoada e limpa. Também devem evitar odores como suor, cigarro e perfume forte.

Pelo manual de “boas maneiras”, os taxistas devem recepcionar os passageiros com “alegria e otimismo”, não falar palavrões, fazer piadas constrangedoras ou praticar atos de preconceito.

A portaria também proibia os taxistas a conversar com os passageiros sobre problemas particulares ou da categoria, esportes, política ou religião.

Porém, após repercussão negativa das regras, a prefeitura voltou atrás e liberou os motoristas a conversarem sobre qualquer assunto com os passageiros.

 

O fim do boleto sem registro.

Sim, o boleto sem registro como o conhecemos deve deixar de existir ao final de 2016. A notícia, divulgada no primeiro semestre de 2015, pegou muita gente de surpresa. Mas calma: nem todas as notícias são ruins (no final do post você vai entender).

O Projeto Nova Plataforma de Cobrança, da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), tem o objetivo de trazer mais transparência ao mercado de pagamento.

Mas o que está realmente por trás dessa iniciativa é a necessidade de os bancos reduzirem prejuízos advindos de fraudes de boleto. O golpe consiste em alterar o número do código de barras e desviar o pagamento para outra conta. Em geral, este golpe é feito através de um vírus no computador do consumidor final. No mundo físico, existem casos de quadrilhas que interceptam malotes e trocam os boletos originais por novos com outra numeração.

De acordo com dados da Febraban, cerca de 3,6 bilhões de boletos são emitidos anualmente no Brasil – sendo 40% deles sem registro.

Os bancos também sofrem com diversas inconsistências dos boletos sem registro, que acontecem quando um cliente muda, de forma deliberada, o valor de um boleto ou a data de vencimento. Cerca de 1 bilhão destas ocorrências são registradas por ano.

Desde junho de 2015 os bancos já não oferecem mais a modalidade sem registro para clientes novos.

O projeto vem sendo implementado em etapas:

  • Junho de 2015 – Fim de oferta (pelos bancos) da cobrança sem registro para clientes novos
  • Agosto de 2015 – Início da operação da base centralizadora de benefícios
  • Dezembro de 2016 – Término da migração das carteiras de cobrança sem registro para a modalidade registrada
  • Janeiro de 2017 – Início da operação da base centralizadora de títulos

Consta do projeto que nos boletos registrados será obrigatório constar o CPF ou CNPJ do pagador (sacado).

E como ficam os boletos sem registro?

De acordo com comunicado da Febraban, “os boletos de cobrança oriundos de cobrança sem registro somente poderão ser recebidos pelo Banco Beneficiário (emissor)”.

Ou seja: a cobrança sem registro não deixará de existir. Mas exigir que o boleto seja pago no banco emissor com certeza será um complicador para a operação.

O que esperar: custos e facilidades
O boleto sem registro é amplamente utilizado principalmente pela questão do custo, pago ao banco quando da liquidação do título (ou seja, não existe custo de emissão). Já o boleto com registro pode ter taxas como a de registro, da custódia e da liquidação, além do protesto (as taxas variam de banco para banco).

Para o e-commerce, pode ser algo danoso ao negócio. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), metade dos títulos não é pago – então o comerciante pode ter um custo bancário sem necessariamente ter concretizado a venda.

Para negócios recorrentes que usam a carteira sem registro para cobrar, pode haver um aumento de custos – porém, ao usar um serviço como a Conta de Recebimento, pode haver inclusive uma diminuição de custos (ver abaixo).

De acordo com comunicado emitido de Febraban em 18/06/2015, as principais vantagens do boleto com registro são:

Gestão da carteira (sabe quem pagou, o que pagou e quando pagou)
Conciliação e relatórios de gestão
Maior segurança e entrega eletrônica por meio do DDA – Débito Direto Autorizado
Uso dos boletos como lastro em operações de crédito
Maior comodidade, pois permite o pagamento vencido em qualquer banco pelo DDA ou pela atualização do boleto no site do banco emissor
Os dois primeiros nem chegam a ser benefícios, pois a parte da gestão e conciliação pode ser feita com um software como o Superlógica Assinaturas, sistema de gestão focado em negócios recorrentes.

Tarifas cobradas por bancos para carteiras com registro
O que normalmente os bancos cobram para carteiras de boleto com registro. É importante ressaltar que as taxas podem variar de banco para banco:

Ao registrar o título. Esse valor é cobrado no momento do registro do título, mesmo que a cobrança seja paga no seu escritório ou por algum outro motivo o boleto nunca seja pago.
Na liquidação do boleto. Quando o banco recebe o pagamento do boleto.
Taxa de permanência/manutenção. Após alguns tempos que o título fica aberto, o banco pode cobrar uma tarifa a mais sobre o boleto.
Alguns bancos têm a opção de auto baixar os títulos depois de uma determinada quantidade de dias do seu vencimento.
Pedido de alteração de dados. Se for necessário editar algum dado do boleto, alguns bancos cobram essa edição.
Boleto com registro e sem registro no Superlógica
O Superlógica está preparado para emitir tanto boletos em carteiras sem registro como em carteiras com registro, de praticamente todos os bancos brasileiros.

As diferenças entre boleto sem registro e boleto com registro
As características do boleto sem registro:

Existe apenas uma taxa de liquidação (sem taxa de emissão);
Por conta disso, é mais barato emitir boleto sem registro do que com registro;
O banco não é informado da geração do boleto;
Responsabilidade de preenchimento, emissão, envio e cobrança é 100% da empresa;
O banco apenas transfere os valores após a identificação dos pagamentos.
As características do boleto com registro:

É cobrada uma taxa de emissão do boleto, mesmo que o cliente não pague. Dependendo do banco, pode cobrar tarifas de permanência e baixa do título;
O banco é informado, através de um arquivo de remessa, da emissão de novos boletos;
O banco pode cobrar e protestar o cliente.
A solução mais prática e conveniente: Conta de Recebimento
Se você ficou assustado com o aumento da burocracia e do custo para emitir boletos, saiba que existe uma alternativa que deixa a operação tão barata e simples como era com boletos sem registros: a Conta de Recebimento.
fim-boleto-registrado-001

A Conta de Recebimento é um facilitador e meio de pagamento, totalmente integrado ao Superlógica, que já está preparado para esta nova realidade. O custo do boleto (que, a partir de janeiro/2017, será na carteira com registro) permanecerá o mesmo – ou seja: R$ 2,50 por boleto liquidado. Além disso, não haverá custo de emissão – apenas o de liquidação. E existirá também a possibilidade de protestar o título (a taxa será divulgada em breve no site).

A Conta de Recebimento é uma instituição de pagamento em conformidade com a Lei Federal 12.865/2013 e parte integrante da plataforma de pagamentos recorrentes da Superlógica.

Ao emitir os boletos através da Conta de Recebimento, não será necessário enviar arquivo de remessa (e nem de retorno) ao banco e nem realizar a conciliação de forma manual. Ambos os processos são 100% automáticos. A ideia é reduzir custos, trabalho manual e erros.

Moderninha da PagSeguro: é mesmo uma boa maquininha?

Se o que você precisa é receber cartão  de crédito ou de débito sem ter que se preocupar se o seu smartphone ou tablet é ou não compatível com o leitor, talvez a Moderninha da PagSeguro  seja uma opção para você.

A maquininha da PagSeguro é um leitor móvel de cartão que não precisa de celular ou tablet para funcionar, pois conta com chip próprio ou rede wifi e conexão à internet que a tornam autosuficiente. E, agora, ela ainda conta com a possibilidade de ser associada à um cartão pré-pago para retirada imediata dos fundos.

Desta forma, ela compete diretamente com as tradicionais máquinas de cartão da Cielo e da Rede, já que oferece um serviço semelhante, mas com muito menos burocracia na hora do cadastramento.

A Moderninha da PagSeguro custa 12 x R$ 59,00, um total de R$ 718,80 (na época da pesquisa) . A maquininha da PagSeguro pode ser adquirida tanto por pessoa física quanto jurídica, e visa conquistar, principalmente, empresas um pouco menores, profissionais que trabalham nas ruas e autônomos em geral.

Como comprar a Moderninha da PagSeguro

moderninha-pagseguroPara adquirir a Moderninha, basta cadastrar-se no site da PagSeguro clicando aqui, fazer o pagamento, e aguardar a entrega da máquina em casa – esta pode levar até 10 dias úteis nas capitais, e até 12 dias úteis nas demais regiões, sendo que os prazos podem ser maiores para as regiões Norte e Nordeste. O frete é gratuito.

Após a chegada da maquininha, é preciso ativá-la. Para isso, basta ligá-la e digitar o código de ativação disponibilizado na sua conta da PagSeguro. Logo em seguida, a Moderninha estará pronta para receber pagamentos via cartão de crédito ou débito.

Prós

  • Funciona sem celular ou tablet
  • Saldo de venda parcelada é liberado de uma só vez
  • Chip e plano de dados já incluídos
  • Funciona em rede wifi, isso ajuda em lugares com problemas de sinal de celular

Contras

  • Saldo não é depositado diretamente em conta corrente
  • Não conta com aplicativo para relatórios, estoque e outros
  • Não é possível imprimir comprovante de venda ou enviá-lo por e-mail

 

Ficou interessado? Clique na imagem abaixo e faça sua solicitação agora mesmo com o PagSeguro:

2015-03-30-capa-moderninha

Aceitar cartões de débito e crédito sem pagar nada é possível.

A moderninha do PagSeguro vem batendo de frente com os bancos que detinham o monopólio de receber eletronicamente.

Com um novo conceito para pequenos e médias empresas que necessitam receber com o cartão a PagSeguro já lançou a algum tempo a Moderninha, que virou um sucesso pela facilidade e baixas taxas.

Agora ela lança o cartão de credito PagSeguro, sem fatura, sem mensalidade e sem anuidade. Basta transferir sem custo o dinheiro das suas vendas para o Cartão Pré-Pago para fazer compras e saques, sem precisar de conta bancária.

Ficou interessado? Clique na imagem abaixo e faça sua solicitação agora mesmo com o PagSeguro:

2015-03-30-capa-moderninha

Seu e-mail profissional proporciona extensões?

10 extensões para turbinar o seu e-mail

Uma das grandes vantagens do serviço do Google Apps for Work são a infinidades de extensões, que vai te ajuda na produtividade deixando o seu e-mail mais poderoso do que já é!

Separamos 10 extensões que usamos, para você usar e deixar o seu e-mail turbinado! As opções gratuitas para instalar no seu email ou navegador que ajudam a criar grupos de trabalho, a definir assinaturas personalizadas às suas mensagens, a ver mais detalhes dos seus contatos, além de se conectar com contas externas e serviços de armazenamento em nuvens.

1. Rapportive

O aplicativo Rapportive reúne dentro do Gmail as informações dos seus contatos em contas externas como o Facebook, o Twitter e o LinkedIn para você conferir as atividades recentes, as descrições de perfis e suas últimas postagens.

A ferramenta apresenta esses dados junto à barra de contatos, e você pode acrescentar ainda notas e observações para se lembrar de algo importante sobre cada um dos seus amigos ou colegas de trabalho.

2. Wisestamp

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Com o Wisestamp, você pode criar assinaturas para personalizar os seus emails, dar um ar profissional, incluir a logo da sua empresa, uma foto pessoal ou outros dados de contato, da maneira que achar melhor.

A versão gratuita do programa oferece ferramentas básicas para a elaboração de uma assinatura através de uma interface bastante simples de usar.

3. AwayFind

Hoje em dia é possível se manter sempre conectado ao seu email através de dispositivos portáteis e aparelhos celulares, mas nem sempre você percebe quando uma mensagem importante chega à sua caixa de entrada.

Com o AwayFind, você não precisa ficar verificando constantemente o seu Gmail para ver se recebeu um email urgente, que estava aguardando. Marque um contato, uma conversa ou assunto para receber notificações especiais no seu aparelho Android ou iOS sempre que tiver novidades.

4. Taskforce

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Transforme conversas em trabalhos colaborativos com o Taskforce, estabelecendo metas, atividades e definindo participantes ao projeto. O programa instala uma nova opção de janela para você redigir tarefas ou adicionar mensagens em emails já existentes.

O Taskforce organiza ainda os eventos e prazos dentro de um calendário e permite visualizar a lista de atividades em um campo separado na tela do Gmail.

5. Grexit

Grexit é outra ótima ferramenta para facilitar o trabalho colaborativo. Com ela, você pode criar grupos e assuntos para agregar pessoas dentro do mesmo projeto ou da mesma atividade. Assim, se receber um email que precisa compartilhar com um determinado conjunto de contatos, basta marcar a mensagem com a etiqueta apropriada para dividir o conteúdo com os demais participantes.

6. Boomerang

https://www.youtube.com/watch?v=4KmsqYjB9j4&feature=youtu.be

Um aplicativo genial e que aumenta bastante a produtividade no Gmail é o Boomerang. O programa permite que você agende o envio de emails, com data e hora marcada, e programe lembretes com determinada frequência. Assim, você pode deixar vários textos encaminhados para o disparo em momentos diferentes do dia, de acordo com a sua necessidade.

O Boomerang é o único desta lista que não é completamente gratuito. Você pode até programar 10 mensagens diferentes por mês de graça, mas após esse limite há uma taxa pelo serviço de US$ 4,99 mensais.

7. Yesware

Quer simplesmente saber quando uma pessoa finalmente abriu o seu email? Pois o Yesware informa gratuitamente o momento em que a sua mensagem foi lida pelo seu amigo ou colega de trabalho – para que nunca mais digam que não receberam a sua correspondência.

8. Attachments.me

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Essencial para quem trabalha com muitos anexos, o Attachments.me facilita a busca e o catálogo dos documentos e arquivos anexados nos seus emails. Além disso, o aplicativo permite a criação de ações para o envio automático de anexos para contas em nuvens. Attachments.me se comunica com Dropbox, Box, SkyDrive, Google Drive e Egnyte.

9. Kloudless

Para a integração do seu Gmail com serviços de armazenamento na nuvem, uma opção é utilizar o Kloudless. O aplicativo se conecta com diferentes contas para você salvar automaticamente anexos recebidos e permite ainda que você insira documentos armazenados em serviços externos diretamente nos seus emails.

10. Cloudy for Gmail

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Outra solução para se conectar a contas externas é instalar o aplicativo Cloudy for Gmail. Com ele, você consegue inserir anexos a partir de serviços como o Dropbox, o SkyDrive e o Instagram. Além disso, o programa traz ainda uma ferramenta para você tirar foto e gravar vídeos com a webcam, salvando as mídias no corpo dos emails.

O Cloudy for Gmail suporta uma variedade de contas e serviços: Google Drive, Dropbox, SkyDrive, Box, Facebook, Instagram, Evernote, Flickr, Web Images, Picasa, Github, direct URLs, WebDAV, FTP, entre outros.

 

Existem milhares de extensões para o serviços do Google Apps for Work, existe alguma em especial que você necessita? Deixe sei comentário que localizamos para você!

 

Vale a pena usar o Google Apps na sua empresa?

O Google Apps sem dúvida é um dos melhores serviços com excelência em qualidade para receber, enviar e-mails, fazer pesquisas, assistir a vídeos, já o Google Apps for Work é um serviço do Google disponibilizado somente para empresas, imagine então, quantos benefícios pode trazer para seu negócio!

Atualmente já são mais de 5 milhões de empresários que optaram em utilizar os recursos oferecidos pelo Google Apps, a primeira satisfação manifestada é o custo-benefício se comparado a outras plataformas, claro que além da parte financeira, é importante que conheça alguns dos benefícios que podem ser obtidos e descubra se vale a pena usar o Google Apps na empresa.

Uma das vantagens em usar o Google Apps na empresa, é ter um e-mail do Google dentro do negócio junto com a rotina diária de trabalho, por isso, oferece um pacote de serviços para negócios que na realidade já são os mesmos disponibilizados para a pessoa física, só que vem com as necessidades da jurídica.

preciso-de-alguma-configuracao-diferenciada-para-instalar-google-apps

É possível personalizar emails com o logo da empresa, esse é um meio de identificar a procedência de cada mensagem enviada ou recebida, e assim, agilizar a resposta, essa vantagem é conseguida através do Google Business, e esses emails são lidos facilmente através do Gmail devido a interface amigável.

Maior agilidade para criar as contas dos novos funcionários que estão entrando na empresa, e com a facilidade na exclusão daqueles que estão se desligando, e o único responsável pelos cadastros é a própria empresa, ou, seja, somente funcionários de confiança é que terão acesso.

Todos os dias empresas enfrentam problemas com vazamentos ou perda de informações, com o Google Apps, a empresa não corre este risco, já que a privacidade nas informações é mantida com segurança, pois, as mensagens são sempre criptografadas.

São muitas vantagens em ter o Google Apps na empresa, fazer reuniões virtuais até 15 pessoas, criar um único email para vários funcionários ao mesmo tempo para não deixar o cliente esperando o atendimento, enfim, são N soluções para sua empresa.

O serviço do Google Apps é oferecido gratuitamente durante os primeiros 30 dias, depois é cobrado a taxa de US$5 por mês para cada usuário, ou, para quem preferir pode pagar uma taxa anual no valor de US$50 por cada usuário.

O Google também disponibiliza uma loja de aplicativos específicos para negócios, alguns gratuitos através do Google Apps Marketplace, essas são apenas algumas das vantagens, e afinal, vale a pena usar o Google Apps na empresa?

Hackers invadem computadores e celulares e sequestram dados

Hackers invadem computadores e celulares e sequestram dados

Método de ataque é uma das principais ameaças virtuais de 2015.
Golpe já movimentou mais de R$ 70 milhões pelo mundo.

O Fantástico decifra um golpe que tomou conta da internet: o sequestro de dados. Criminosos virtuais invadem computadores e celulares e só liberam os arquivos depois do pagamento de um resgate. Diversas pessoas, empresas e até prefeituras no Brasil já foram afetadas pelo golpe.

download (1)

Sua empresa está segura?

Entre em contato com a Start-It Tecnologia e tenha uma consultoria gratuita e as melhores solução para evitar que sua rede, servidores, internet parem!

Veja a reportagem completa abaixo:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2015/10/hackers-invadem-computadores-e-celulares-e-sequestram-dados.html

 

Via Fantástico Rede Globo

Gestão de Hardware – Manutenção preventiva e corretiva

Inúmeras vezes nos deparamos com problemas em computadores, tanto nas empresas quanto nas máquinas pessoais, que acarretam em perda parcial e na maioria das vezes total de arquivos, sistemas etc, o que nos causa um transtorno terrível e irreparável.

E por mais que isso aconteça, muita gente ainda não leva em consideração a importância do cuidado de utilização dos sistemas operacionais, dos equipamentos que compõem o computador, os acessos a redes e a limpeza dos componentes internos, que fazem com que todo o funcionamento do micro esteja perfeito. E é aí que entra a Gestão de Hardware.

Ouvimos muito dos gerentes de empresas, e mesmo dos usuários comuns, a frase “meu computador não dá problema…”. Considero este como sendo o grande mal, pois quando o computador por fim der algum problema, será, na maioria dos casos, irreversível e irrecuperável e, conseqüentemente, muito, mas muito caro mesmo.

Talvez a contratação de um profissional Gestor de Hardware não saia tão caro quanto todo o conserto que será necessário nesses casos, já que a função desse gestor é o total controle dos equipamentos que trabalham para a administração da empresa e uso doméstico, bem como monitoramento de funcionamento do sistema operacional, da rede, da segurança de saída e entrada de informações através da internet, gestão de backups e sistemas.

O Gestor de Hardware poderá também implantar na empresa um mini curso sobre segurança de informação, descrevendo o que se deve tomar cuidado ao receber e-mails, nos acessos à internet e passar informações importantes e talvez até desconhecidas pelos usuários, e que podem ser um ganho ainda maior de conhecimento, e claro, de economia em manutenções e compra de computadores para a empresa.

Compõem a Gestão de Hardware:

  • Manutenção Preventiva e Corretiva
  • Administração de Redes
  • Gerenciamento de Backups
  • Entre outros.

Falaremos sobre Manutenção Preventiva e Corretiva. Vamos primeiro entender os dois conceitos separadamente.

Miniature technicians working on a computer circuit board or motherboard. Tech support concept.

Manutenção Preventiva

O próprio nome já diz, previne alguma coisa.

Na informática,usamos esse termo para prevenir qualquer dano que o computador possa sofrer, como problemas no HD, na memória, no processador, infecção por vírus e até mesmo falhas no sistema operacional. Claro que não é possível uma prevenção total, mas boa parte das perdas por defeitos desconhecidos em periféricos de computadores acontecem por falta de uma prevenção adequada.

Vou dar um exemplo: um computador “travar” não é algo normal; qual seria o motivo? Muitos pensam que ocorreu um aquecimento no processador, ou que foi alguma trilha ou setor defeituoso do HD. Tudo isso é possível de ser prevenido: ao realizar a manutenção preventiva são utilizados softwares específicos para fazer essas checagens e mostrar se tais problemas existem, em tempo hábil de serem corrigidos antes de uma pane e garantindo uma vida útil maior tanto para o equipamento quanto para o sistema
operacional.

Manutenção Corretiva

Neste caso é realizada uma correção de algum problema existente, quando não é possível prever (na manutenção preventiva) algum problema maior. A manutenção corretiva tem como finalidade solucionar problemas mais graves, como defeitos que inutilizam memória, ou queima de HD, o que gera a necessidade de substituição e nova instalação do sistema operacional.

Chegamos, então, à pergunta: é possível levar o computador para uma assistência técnica?

Sim, claro que poderia. Porém a loja não sabe a finalidade do uso de seu equipamento, quais programas são necessários para a administração da empresa, e, um detalhe, em muito dos casos os arquivos que estão em um HD queimado podem ser recuperados, e geralmente lojas e assistências técnicas não fazem isso.

Sem falar que um profissional de Gestão de Hardware contratado por você tem exatamente o papel de achar soluções para minimizar os danos à máquina. Também é preciso mencionar que lojas/assistências técnicas estão ali para vender novos produtos, e não para recuperar um equipamento danificado.

Principalmente, um profissional de Gestão de Hardware, na sua empresa, trabalha especificamente para aquele equipamento, diferentemente de uma assistência técnica generalista.

Pense bem antes de tomar qualquer decisão sobre o que fazer nos casos de manutenção de computadores. Prevenir é preciso, mas também é necessário ter profissionais especializados e que saibam fazer isso.

A Start-It Tecnologia, atua a mais de 5 anos no mercado com equipe qualificada e competente. Temos contratos de manutenção para todos os tamanhos de empresas.

Entre em contato para uma avaliação, pois uma equipe parada pode resultar em um custo maior que um contrato de manutenção preventiva e corretiva.

www.start-it.com.br

fone: 11 2626-3906 / 21 3005-9238