Calendário de Marketing e Social Media 2019

Calendário de marketing 2019. Não perca um único post na sua estratégia!

Preparamos um calendário de marketing digital para 2019 completamente feito à sua medida. Porquê usá-lo? Porque é cool, porque é útil, porque se integra com o seu Outlook e porque foi feito pelos maiores especialistas em marketing para agencias de viagens e eventos deste planeta (e de todos os outros planetas onde possa existir vida)!

Quanto custa este calendário?

Zero. Nicles. Nadinha. Rien. É tão gratuito como respirar.

E isto tem tudo o que preciso?

Tem tudo o que precisa e mais ainda!

Até o dia mundial do Chocolate com Menta nós incluímos aqui.

Pronto! Eu quero! Como que eu baixo isso?!?

Deixe seu nome e-mail para receber o link com o arquivo completo!

Calendário de Marketing e Social Media 2018!

Calendário de marketing 2018. Não perca um único post na sua estratégia!

Preparamos um calendário de marketing digital para 2018 completamente feito à sua medida. Porquê usá-lo? Porque é cool, porque é útil, porque se integra com o seu Outlook e porque foi feito pelos maiores especialistas em marketing para agencias de viagens e eventos deste planeta (e de todos os outros planetas onde possa existir vida)!

Quanto custa este calendário?

Zero. Nicles. Nadinha. Rien. É tão gratuito como respirar.

E isto tem tudo o que preciso?

Tem tudo o que precisa e mais ainda!

Até o dia mundial do Chocolate com Menta nós incluímos aqui.

Pronto! Eu quero! Como que eu baixo isso?!?

Deixe seu nome e-mail para receber o link com o arquivo completo!

Encarando o fim das páginas do feed principal agora usuários veem apenas publicações pagas

Facebook testa mudança que tira todas as páginas do feed principal

Desde o último sábado, 21, quem usa o Facebook começou a não ver mais posts feitos por páginas no feed de notícias principal, que ficou restrito a publicações de amigos.

Para encontrar os posts feitos por páginas, sera preciso acessar o Feed de Exploração, funcionalidade que foi criada pela rede social para ajudar os usuários a descobrirem outros tipos de conteúdo no Facebook, indo além do que aparece na linha do tempo principal.

[sociallocker]

A novidade foi descoberta por um jornalista eslovaco, Filip Struhárik, que reportou que algumas páginas estavam “vendo quedas dramáticas em alcance orgânico” – alcance orgânico, no jargão do Facebook, é o número total de usuários que uma publicação consegue alcançar sem precisar pagar para chegar a mais pessoas.

Uma série de veículos especializados internacionais repercutiram o assunto ontem, o que forçou o Facebook a se pronunciar. “Sempre escutamos nossa comunidade sobre como podemos melhorar a News Feed”, escreveu o diretor responsável pela área, Adam Mosseri.

“As pessoas nos dizem que querem uma forma mais fácil de ver posts de amigos e família. Estamos testando ter um espaço dedicado para que as pessoas possam manter contato com seus amigos e familiares, e outro espaço separado, chamado Exploração, com posts de páginas.”

Embora tenha assegurado que não há planos para expandir os testes globalmente por enquanto, Mosseri deixou claro que a empresa estuda ativamente maneiras de encontrar uma solução para o problema apontado pelos usuários.

“O objetivo desse teste é entender se as pessoas preferem ter espaços separados para conteúdo pessoal e público”, explicou. “Vamos ouvir o que as pessoas dizem sobre a experiência para entender se é uma ideia que vale a pena seguir adiante.”

Facebook testa mudança que tira todas as páginas do feed principal

Nossa Opinião!

O alcance orgânico morreu, todos sabemos que isso um dia ia acontecer. Mas não reclame com o Mark, ele só quer fazer dinheiro, como todos nós. Não vamos chorar sobre isso, vamos falar sobre como você está montando a sua estratégia de mídia? Usando o Facebook como exemplo, há milhares de combinações de direcionamento de anúncios. Você está fazendo isso certo? Tá usando inteligência para montar um planejamento eficaz? Aliás, você está planejando isso direito? Aliás, mais um passo pra trás: você sabe diferenciar e planejar seus esforços de mídia paga, própria e adquirida?

6 dicas para encarar o fim do alcance orgânico

1. A era “free social” está oficialmente encerrada

As marcas já tinham uma ideia de que seus orçamentos deveriam incluir gastos em ações orgânicas e também em mídia paga, ao mesmo tempo em constataram que com isso conseguiriam fortes resultados. Mesmo que a taxa de sucesso diminua, disse David Moritz, CEO da Viceroy Creative, a maioria das grandes empresas vai querer ter uma presença efetiva no Facebook, a fim de permanecer relevante para os consumidores. “O custo vai ser maior”, disse Moritz. “O passeio livre acabou, mas todos que participaram parecem ter se beneficiado de alguma forma”.

Ben Hordell, sócio da DXagency, acrescentou que “a mídia social tornou-se muito menos livre com a necessidade de gerar receitas nas plataformas. As empresas vão dizer que esses algoritmos surgem para solucionar um problema de volume das publicações, o que também é verdade, mas o dinheiro está, certamente, fazendo a sua parte como sempre faz”.

Mais carinho com o seu site, faça um mix do site com as redes sociais, use conteúdo das redes no site e vice e verça.

2. O melhore conteúdo vence

Todos concordam que a diminuição do alcance orgânico irá forçar as marcas a pensar de forma mais inovadora, a exemplo do que Red Bull e Gatorade já têm feito. E se o foco é Instagram, a Tommy John parece estar à frente do jogo em termos de conteúdo (na última semana eles postaram uma foto de um influenciador do mundo fashion – Cuffington – com uma hashtag poderosa – #MarchMadness – e em segundos acumularam mais de 100 likes).

Mesmo que não houvesse nenhuma verba por trás do post (Cuffington não foi pago para fazer a foto), Monica Fineis, diretora de social da Tommy John, disse que a combinação de influenciadores com anúncios no Twitter e no Instagram poderiam ser importantes para estratégia de marketing em tempos de mudança de algoritmo.

Tania Yuki, CEO do player de marketing de mídia social Shareablee, é de opinião similar. “Se um anunciante ainda está lutando para criar uma estratégia social que impacte os usuários, essas mudanças algorítmicas irão desafiá-lo a pensar ainda mais sobre o seu potencial criativo“, disse ela.

Adam Padilla, CEO da Brandfire, acrescentou que o bom conteúdo cria “reações e rupturas, porque é autêntico e comunica claramente. E é isso o que uma verdadeira marca é”.

3. Anúncios melhores graças ao algoritmo

Se houver menos conteúdo de marketing orgânico na timeline, isso pode ajudar os anunciantes a exercer mais impacto nos consumidores, avalia Padilla. “A vantagem destes algoritmos para os comerciantes, pelo menos no curto prazo, é que eles vão ter um consumidor-alvo ainda mais específico, fazendo com que cada dólar gasto renda mais resultados”, disse ele.

Yuki acrescentou: “Se você é um anunciante que tem obtido sucesso com sua estratégia social, agora mais usuários serão capazes de descobrir o seu conteúdo”.

4. Muitos vão perder

Marketing de conteúdo é difícil, por isso muitos comerciantes podem esperar mais do que nunca escutar histórias de marcas que ficaram para trás. “Não se iluda“, disse Hordell, da DXagency. “Mesmo se você tiver um conteúdo inacreditável, você pode acabar naquela situação de que uma-árvore-cai-na-floresta-e-ninguém-está-lá-para-vê-la”.

5. O e-mail pode se tornar mais lucrativo

Hordell também opinou no sentido de que as alterações do algoritmo têm tornado o e-mail marketing ainda mais atraente nos últimos anos. “Com o e-mail marketing, os comerciantes têm maior controle da entrega da mensagem quando comparado com as mídias sociais”.

E hey, ele pode estar certo. Basta considerar o relatório da Epsilon que mostrou que a geração Y está usando cada vez mais o e-mail, na verdade mais do que qualquer outra geração.

6. Se você for pego de surpresa, que vergonha

Muitos dos profissionais ouvidos pelo Adweek disseram que já haviam previsto as mudanças no algoritmo há um bom tempo. “Nós estamos nos preparando para isso e não sendo surpreendidos”, disse Fineis de Tommy John. “Significa (o novo algoritmo) apenas que você tem que trabalhar duro para gerar engajamento, essa é a forma como abordamos cada pedaço de conteúdo.”

*  Trechos Traduzidos e adaptados de 6 Reactions by Marketers to the End of ‘Free Social’ as the Algorithm Era Unfolds.

[/sociallocker]

JotForm – Muito mais que um Formulário para todo tipo Site

Quem tem blog, quem cria um blog, precisa logo montar mecanismos de contato com o seu público e uma das forma mais simples e eficientes são os formulários de contato. Vou mostrar mais uma opção gratuita e muito completa para blogs de porte pequeno ou médio.

Trata-se do JotForm, que é bem completo e fácil de usar em qualquer plataforma.

 

[sociallocker]

Além de um formularia, ele traz sistemas de pesquisas, enquetes, sistema de respostas e muito mais.

São tantos os recursos que ainda não descobri todos, seja você um iniciante sem nenhuma habilidade com programação ou mesmo um bom programador que quer facilitar sua vida.

O melhor de tudo, ele tem um bom exemplar gratuito, para quem não quer ter trabalho e um ótimo formulário.

O serviço tem um ótimo sistema que permite, através do recurso de arrastar e soltar, criar formulários em questão de minutos e uma galeria de layouts e temas.

A grande vantagem do site em relação aos concorrentes é que o serviço gratuito não insere nenhum tipo de propaganda em seu site e ainda oferece os mesmos recursos dos planos pagos. A única diferença é que você terá recursos com capacidade inferior mas que podem dar conta de sites pequenos e médios.

Entre todos os sistemas parecidos já testados o JotForm é o que possui a maior variedade de opções para criação e qualidade de resultado, fato que é confirmado pela equipe do Facebook, que utilizou o sistema em um evento online com Barack Obama.

Os usuários podem escolher entre o plano gratuito, em que só é permitido criar uma conta, enviar 100 contatos por mês com 100 Mb de espaço, e o pago. As opções pagas custam entre US$ 9,95 e US$ 49,95 por mês e oferecem de 1.000 a 100.000 contatos enviados por mês, espaço de até 1 Tb e de 3 a 100 contas no mesmo perfil.

Integrações do Jform

Com o Jform você pode fazer integração facilmente com diversos tipos de sistema como: GOOGLE SPREADSHEETS, Pay Pal, MailChimp, Google Drive, SendGrid, são mais de 100 integrações.

Temas

Você tem a vantagem de temas já elaborados e responsivos.

Criar condições ou tomadas de decisões

Você pode levar o seu publico ou entrevistado para responder mais ou outras perguntas, ciar cálculos, ativar ou desativar campos conforme suas repostas.

Segue o link para você fazer o seu primeiro formulário:

https://www.jotform.com

Ficou com alguma dúvida sobre o JotForm? Deixe nos cometários que vamos pesquisar e responder o mais breve possivel.

[/sociallocker]

Memes: amá-los ou odiá-los?

Os memes são tão famosos que quase não é preciso explicar. Mas, resumidamente, tem uma enorme capacidade de replicar informação e viralizar na web por meio de vídeos, imagens ou gifs.

Só que diferente de qualquer outro vídeo, imagem ou gif que faz sucesso nas redes sociais, o meme reflete uma ideia ou um conceito, e geralmente com bom humor.

[sociallocker]

A vida útil dificilmente passa de duas semanas, e todos os dias centenas nascem e morrem. Mas, há os memes que se transformam, e dão origem a diversas variações por meio da interação com outras pessoas e contextos.

Um exemplo em 2016 foi o gatinho do Thug Life, que emprestou seus óculos de sol e música para dezenas de outros personagens, desde os mais comuns com cenas do cotidiano até debates políticos de candidatos.

Os memes são realmente a prova de que a tecnologia revolucionou as formas de comunicação, e as agências ficam ligadas nessa tendência para aproveitá-los em campanhas publicitárias e de marketing digital.

Como surgem os memes?

O start é geralmente em sites de fóruns e nas redes sociais, e qualquer pessoa com criatividade, habilidades básicas de comunicação e um pouco de tempo livre pode criá-los.

Exemplos de tecnologias e aplicativos para desenvolver as peças são: Pext, Best Meme Generator by Memeful, o Meme Generator Free, o Meme Generator by MemeCrunch e o Aviary Photo Editor.

Para uma boa comunicação, não há preocupação com estética das peças e a interação é uma ferramenta chave. Os temas mais recorrentes derivam de um acontecimento específico ou envolvem situações totalmente banais, que retratam o dia-a-dia de forma cômica e satírica.

Memes famosos

Para se inspirar, vamos ver quais os memes que fizeram história em 2016:

O garotinho do “você tem que amadurecer” bombou nas redes sociais no final do ano e gerou muitas adaptações com base no original.

O John Travolta confuso, em cena retirada do filme Pulp Fiction, também marcou presença no WhatsApp e nas redes sociais e deu origem a muitas mutações.

Apesar de um ano difícil para a política e a economia do Brasil, não faltou bom-humor para falar da operação lava jato.

Quem não lembra de memes com o japonês da federal, com o Anthony Garotinho e brincando com o apego de Eduardo Cunha ao Congresso?

Também dominaram os meios de comunicação os memes da Glória Maria fumando maconha na Jamaica para gravar o Globo Repórter. A participação da Glória Pires durante a cerimônia do Oscar e as imagens da Bela Gil sugerindo trocar uma coisa por outra.

Nosso país é definitivamente composto por pessoas criativas e bem humoradas, que parecem estar a postos para quaisquer deslizes.

Hoje, qualquer assunto, post ou momento pode virar um meme, então tome cuidado, todos podemos ser os próximos protagonistas! E você ama ou odeia esta nova modalidade de humor?

[/sociallocker]

Use hashtags e consiga melhores resultados

As hashtags tomaram conta das postagens de toda a internet. São o start para conversas e temas de assuntos e estão presentes em praticamente todas as redes sociais. São muito usadas pelas pessoas em geral e pelas agências de marketing digital que apostam neste método para incrementar seus resultados.

Mas, você sabe para elas realmente servem e como usá-las ao seu favor?

Use hashtags e consiga melhores resultados

Elas estão lá, nas redes sociais, nas páginas de busca e em postagens em blogs e vídeos espalhados pela internet. Mas para que elas servem?

Na verdade nada mais são do que marcações que ajudam na busca e dão o start para encontrarmos o que desejamos.

Quando você procura algo utilizando este artifício consegue encontrar muito mais facilmente todas as postagens e publicações que foram feitas dentro do mesmo assunto.

É como se elas tivessem uma etiqueta, assim, os resultados da busca ficam mais otimizados e você não perde tempo com assuntos que não tenham a ver com o que você procura.

Funcionalidade #

A tecnologia tem um desempenho ainda melhor nas redes sociais. Por lá, quando você clica em uma hashtag, você é imediatamente levado a uma página de resultados com todas as postagens que utilizaram o mesmo termo.

Esta tecnologia é utilizada também para se conquistar mais visibilidade. A mesma técnica também pode ser utilizada para a divulgação de eventos e movimentos da sociedade em geral.

Aliás, em eventos, o uso das hashtags é ainda mais efetivo, já que facilita a comunicação via rede social, entre todos que participam daquele momento.

Não é raro encontrarmos também o uso de hashtags como forma de protesto. Unindo postagens e opiniões de pessoas que pensam da mesma forma.

Então tente incrementar sua postagem com o uso de hashtags do momento. Utilize assuntos mais falados e tente emplacar sua HASHTAG!

Saiba aqui quais Hashtags estão em destaque no momento.

Redes Sociais no Brasil e no mundo

As redes sociais tem crescido rapidamente e com elas uma nova forma de sociabilizar e de promover negócios com o marketing digital.

O sucesso é tanto que a cada ano surgem novos canais e outras dezenas entram em declínio. Então quais as redes sociais mais acessadas no Brasil e no mundo? E quais outras curiosidades este universo nos conta?

Em termos globais, se as redes sociais fossem países, o Facebook seria maior que a China! Isso mesmo. De acordo com o relatório da consultoria Statista, em 2017 a mídia mais popular do mundo superou 1,8 bilhões de usuários ativos por mês.

O Facebook já tinha sido a primeira rede social a alcançar a marca de 1 bilhão de usuários em 2014, e continua crescendo. Agora, além das pessoas que usam o canal para interação e compartilhamento, ele também está atraindo o mundo dos negócios e as agências de comunicação.

O Facebook Ads faz sucesso tanto com pequenas empresas que querem dar um start na publicidade quanto com gigantes multinacionais – e é um dos queridinhos das estratégias de marketing digital.

Depois da empresa de Mark Zuckerberg, o ranking mundial é seguido pelo WhatsApp e pelo Messenger, ambos com 1 bilhão de usuários. Depois QQ, WeChat, QZone, Instagram, Tumblr, Twitter, Baidu Tieba e Skype.

Algumas destas redes sociais são pouco conhecidas no Brasil. Isso porque cada país usa a tecnologia de formas bastante singular, e nem sempre o que bomba em um lugar faz sucesso também em outros.

O QQ, QZone e Baidu Tieba, por exemplo, são redes sociais chinesas e o Baidu Tieba é a maior plataforma de comunicação da China.

Como é o perfil brasileiro?

Antes de listar as redes sociais mais utilizadas por aqui…

Você sabia que o Brasil é o maior mercado de internet na América Latina, com aproximadamente 140 milhões de usuários? E que é também o quarto maior mercado do mundo em termos de internautas conectados? Portanto, o que acontece no país não é de se desprezar.

O Facebook é o mais popular (depois que desbancou o Orkut). O brasileiro é um dos povos que passa mais tempo conectado à plataforma.

O segundo lugar é fácil adivinhar: cada vez que o WhatsApp sofre bloqueio judicial, as pessoas ficam indignadas e sofrem com a falta de comunicação da tecnologia mobile. O terceiro lugar fica com o YouTube, o quarto com Instagram e o quinto com Twitter. A hashtag mais usada no Instagram em 2016 foi #love, e a hashtag #forçachape bateu recordes no Twitter.

E em outros países, como é?

 

No Japão, terra da tecnologia, a mídia mais utilizada desde 2013 é o LINE. Este é um aplicativo gratuito para troca de mensagens, áudio, vídeo e videoconferências. Depois, as principais plataformas são Twitter, Facebook, Instagram e Google+.

Nos Estados Unidos, o Facebook é a principal rede de interação, seguido pelo Youtube. Este dado acompanha a tendências do marketing digital e da comunicação. Em futuro não muito distante, os vídeos deverão dominar a internet, substituindo inclusive o Google como o principal buscador. Em escala muito menor do que estas duas redes sociais, os norte-americanos utilizam o Twitter, o Reddit, o Pinterest e o Instagram.

E você, qual rede social faz a sua cabeça? É sempre interessante estar por dentro das redes de outros países também. Afinal, qual será o seu próximo destino no mundo?

Psicologia e Marketing Digital

Quando planejamos, utilizamos todos os aspectos relativos a comportamentos e hábitos de consumo, analisamos o meio e a cultura que envolvem nosso público (quais os modelos e valores que estas pessoas apresentam), buscamos analisar os modelos mentais determinantes que devam ser influenciados para se levar à influência da compra e – muitas vezes – ajudar ao consumidor em potencial a perceber que ele já tinha uma necessidade que desconhecia e que a partir daquele momento/informação ele pode satisfazê-la.

As percepções das pessoas são influenciadas de inúmeras formas (desde cores, formas, cheiros, até coisas que podem influenciá-lo de forma subjetiva e inconcientemente, como a comunicação subliminar que é super polêmica).

Marketing é a psicologia do consumo, para entendê-lo em suas causas e assim o poder influenciar através de inúmeras maneiras com ações bem planejadas e executadas com a finalidade de se conseguir gerar um impulso desejado em quem é visado por determinada organização, com um objetivo específico. Mktg é quase sempre influenciar (e até mudar) o comportamento humano e está ligado à comercialização de produtos e serviços, à conscientização e alerta para causas diversas (sociais, ambientais, etc), enfim, a mudar a percepção de “alguém” sobre um aspecto/tema específico.

Referencia: http://psicoemarketing.blogspot.com.br/

Hoje mais do que nunca podemos destacar o Marketing Digital como o maior canal de influencia psicológica na relação de consumo, tendo como uma das grandes bases as redes sociais. Viralizar um conteúdo influencia no comportamento ou mesmo na compra.

O primeiro passo é construir uma auto-imagem positiva e otimista. As pessoas esquivam-se daqueles que estão sempre mau humorados ou torcendo para tudo dar errado.

Como nos ensina as sucedidas estratégias do marketing tradicional, todo produto necessita de uma boa embalagem. Portanto, cuide da sua comunicação e apresentação pessoal, pois são o seu cartão de visitas.

Demonstre iniciativa, persistência e motivação em tudo que faz. Certamente isto trará a atenção das pessoas, identificando-o como alguém interessante e interessado.

Fique atendo ao feedback. Saber o que as pessoas pensam respeito pode ajudar a mudar pequenos hábitos e costumes, se necessário.

Isso demonstra que as Redes Sócias tonou sua empresa muito mais ativa na vida das pessoas, ela tem que se relacionar e interagir com o consumidor, ele quer que você comente, curta e o siga nas redes sociais.

Não é um trabalho fácil, por isso existem cada vez mais empresas especializadas em Marketing Digital e Estudos de Comportamento, para ajudar e influenciar o consumidor escolher determinado produto.

 

OS INVESTIMENTOS EM MARKETING DIGITAL QUE VOCÊ DEVE PENSAR EM 2017

Acertar na escolha dos investimentos em marketing para 2017 é a chave para garantir o sucesso de sua empresa. Você poderá desenvolver estratégias para manter a sua marca presente no dia a dia de seus clientes para aumentar os lucros de sua empresa.

Mas muitos gestores encontram dificuldades para decidir quais investimentos em marketing devem fazer no próximo ano.

Segue algumas dicas de tendencias para 2017:

O mobile marketing

A cada dia que passa, os aparelhos móveis estão se tornando mais importantes na rotina das pessoas. Para você ter uma ideia de sua importância, mais da metade de todos os acessos à internet no Brasil são feitos por meio de aparelhos celulares, segundo a Agência Brasil.

Por isso, é muito importante que sua empresa inclua o mobile marketing entre seus investimentos em marketing para o próximo ano. Assim, você estará garantindo que todos os seus clientes tenham uma boa experiência de navegação em seu site, além de explorar as funcionalidades que só existem em aparelhos móveis — como a geolocalização, por exemplo.

Vídeos na internet

Os vídeos são usados para divulgar as empresas e seus produtos há muito tempo, mas, com altos custos de produção e veiculação nas mídias tradicionais, poucas empresas conseguiam investir neste tipo de material.

Mas a popularização da internet de alta velocidade e a possibilidade de produzir vídeos de qualidade com equipamentos baratos transformou esta realidade. Hoje, qualquer empresa que tenha um boa ideia e profissionais empenhados pode produzir vídeos para a internet para divulgar seus produtos e serviços.

O relevância que sites como o YouTube e o Facebook tem dado para este tipo de mídia só aumenta a importância dos vídeos para a internet, que permitem que sua empresa se comunique de forma eficiente com seus clientes.

Percebemos também que os usuários muitas vezes preferem assistir ao um vídeo do que ler um texto com muitas linhas.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing é uma estratégia promocional que vem conquistando vários adeptos no mundo todo. É uma estratégia que busca atrair a atenção dos clientes de sua empresa de forma natural, em vez de interrompê-lo enquanto assiste TV ou consome outro tipo de mídia — como é feito no marketing tradicional.

Esta atenção dos clientes é conquistada por meio da criação de conteúdo que ajude os clientes a solucionar as dúvidas e problemas do seu dia a dia. Assim, você posiciona a sua marca como uma autoridade em seu ramo de atuação, fazendo com que os clientes confiem em suas soluções.

Dessa forma, quando optarem por comprar os produtos e serviços que sua empresa oferece, maiores serão as chances de eles optarem por você, deixando de lado os seus concorrentes.

Social Analytics

O Social Analytics é uma estratégia que busca colher informações que possam ajudar nas decisões estratégicas de uma empresa nos blogs e nas redes sociais em que atua.

Diretamente relacionado ao Business Intelligence, esta estratégia ajuda a entender o comportamento do consumidor em relação à sua marca, a conhecer os interesses deste cliente e, principalmente, a encontrar oportunidades que podem ser exploradas por sua empresa.

Com estas informações, a sua empresa otimiza suas estratégias de marketing atuais e melhora a oferta de valor para os seus clientes, aumentando assim os lucros de sua organização.

Uma ferramenta que usamos é o Mlabs,  você vai gerenciar suas redes sociais, agendar o conteúdo, receber orientações para melhorar sua performance, personalizar relatórios e muito mais!

E você, ainda está com dúvidas sobre quais investimentos em marketing a sua empresa deve fazer no próximo ano? Conta pra gente nos comentários.

Suporte via telefone Facebook e Instagram

Nos dias 23,24 a 25 de agosto participamos para Latam Retail Show (www.latamretailshow.com.br) no Expo Center Norte – São Paulo / Brasil, para conferir em especial o Stand do Facebook  / Instagram.

Telefone do Facebook e Instagram

[sociallocker]

O Facebook tem planos ousados para o Brasil, diferente do Google, não contam com um suporte via telefone em português para agências, todo atendimento é feito via e-mail, ou formulário de dúvidas.

A promessa que isso mude em breve, mais ainda sem data definida, a empresa acredita no potencial do mercado brasileiro que se mantém como principal mercado na américa latina, o país tem quase o dobro de usuários que o segundo colocado, o México.

O Facebook atingiu a marca de 108 milhões de usuários mensais no Brasil, segundo Diego Dzodan, vice-presidente da rede social na América Latina. Os resultados mantiveram o país como principal mercado da região.

Quem esteve no Latam Retail Show teve a oportunidade de tirar dúvidas em um suporte especializado em uma área reservada, além de palestras sobre anúncios e muitas outras novidades.

O suporte vindo para o Brasil será muito bem-vindo, pois algumas dúvidas não são respondidas, alguns anúncios ainda são feitos com dificuldade por parte dos usuários.

14088658_1649889985300919_2889571074169360188_n

Com um Stand em forma de container, da ao entender que eles desembarcam deves no Brasil para ações publicitarias.

 [/sociallocker]